TDC 2018
São Paulo
Um dos maiores encontros de comunidades e empresas no Brasil

Trilha Go Performático ao extremo!

Venha conhecer pessoas, histórias e casos sobre essa que não só é uma das mais amadas, mas também é uma das linguagens de mais crescente demanda no mercado.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 Go: Iniciando a jornada pelos trilhos da Google
Caroline Dantas

Go tem cada vez mais atraído os olhares por sua proposta de velocidade e simplicidade em uma mesma linguagem, para propósitos gerais. Aqui vamos discutir um pouco como a Google propôs isso, e vamos passar pelas estruturais gerais, dando assim um overview de como começar a usar Go em projetos.

Processando análise genética em background com Go
Marco Antônio Singer

Desde o meio do ano passado temos migrado partes de um sistema de análise genética com Go para uma versão auto contida. Um dos desafios dessa migração é como controlar os exames que devemos processar: se o processamento falhou, porque falhou, como reprocessar, retry automático, etc.

Para alguém como eu que vem do mundo Ruby, Sidekiq é quase uma unanimidade nesse quesito, mas o que tem aparecido de bom no mundo Go nos últimos tempos?

Vale a pena usar bibliotecas como GoWorker e Faktory ou devemos ir para um caminho mais híbrido com Amazon SQS, RabbitMQ, Apache Kafka e afins?

Nessa talk vamos compartilhar nossas experiências em processar mensalmente milhares de exames genéticos em Go.

11:10 às 12:00 Entendendo alocação de memória no Go
André Santos Teixeira de Carvalho

Em Go, graças ao garbage collector, não precisarmos nos preocupar em gerenciar manualmente a memória alocada. Tanto o compilador como o runtime da linguagem desempenham papéis fundamentais no processo de alocação de memória. Que tal entender como eles fazem isso?

Nessa palestra, iremos mergulhar no funcionamento dos alocadores de memória, e entenderemos como estes interagem com o Sistema Operacional e gerenciam a memória alocada.

Aprenderemos como funciona o algoritmo utilizado pelo runtime do Go para alocação de memória, qual o papel do compilador e porque conhecer os internos da linguagem pode ajudar a escrever códigos mais otimizados (e quando não fazer isso).

12:10 às 13:00 Por que o Golang veio ao mundo?
Lauren Maria Ferreira

Dentre tantas linguagens presentes no mercado, o crescimento da popularidade do Golang vem surpreendendo a todos. Mas por que ela foi criada? O que a linguagem tem para chegar em um nível tão alto em tão pouco tempo? Nessa palestra, você vai entender a base da linguagem, sua definição e o que a faz ser tão querida por tantas pessoas desenvolvedoras.

Desenvolvimento de uma API para treinamento de Redes Neurais
Paula Cristina dos Santos

Será apresentada a arquitetura para a construção da API, além disso, irei apresentar as vantagens e desvantagens entre gorrotinas X redis, uso do google drive realizar a requisição de imagens, PostgreSQL, organização das redes (classificação e treinamento).

13:10 às 14:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
14:10 às 15:00 "Go" também é linguagem de QA
Natali Cabral

Go é uma linguagem onde não só é para o desenvolvimento ela apoia os testadores (QAs) em diversos momentos por ela ser uma linguagem prática, rápida e fortemente tipada. Já tendo integração com Frameworks de Testes e assim possibilitando que o QA possa fazer os testes unitários das aplicações.

Clean architecture em Golang
Elton Minetto

Em seu livro "Clean Architecture: A Craftsman's Guide to Software Structure and Design" o famoso autor Robert "Uncle Bob" Martin apresenta uma arquitetura com alguns pontos importantes como testabilidade e independência de frameworks, bancos de dados e interfaces. Nesta apresentação vou mostrar exemplos de como aplicar estes conceitos em projetos escritos em Golang

15:10 às 16:00 Hugo, o mais novo geradores de sites estáticos de código aberto.
Eloisa Potrich

Hugo fornece um sistema de temas robusto que é fácil de implementar, mas capaz de produzir até os sites mais complicados. A modelagem de Hugo é baseada em Go, e fornece a quantidade certa de lógica para construir qualquer coisa, do simples ao complexo. Se você preferir a sintaxe Jade / Pug-like, você também pode usar Amber, Ace ou qualquer combinação dos três.

Criando uma API Rest com GRPC gateway
Felipe Oliveira

GRPC é um framework RPC criado pelo Google e nessa talk vou mostrar como atender requisições HTTP e RPC na mesma API usando o GRPC gateway

16:00 às 16:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de coffee-break, serão entregues kits contendo suco e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

16:40 às 17:30 Case Easylocus
Henrique Holanda / Paulo Eduardo Lima Rezende

As desventuras em série que resultaram à nossa API de endereços em Go.

17:40 às 18:30 Prática de conjuntos: usos e técnicas para um tipo "Set" em Go
Luciano Ramalho

Um tipo 'Set' é muito útil. Primeiro para eliminar duplicações, porque conjuntos contém apenas elementos únicos. Ao oferecer operações como intersecção e união, e testes eficientes de membro e sub-conjunto, um tipo 'Set' poupa muito trabalho de codificação com laços e condicionais aninhados, evitando potenciais bugs lógicos e problemas de despenho. Nessa palestra vamos ver que lógica booleana e teoria de conjuntos se relacionam fortemente, e por isso operações em conjuntos podem simplificar bastante a lógica em muitos algoritmos comuns. Depois veremos diferentes formas de implementar conjuntos em Go, desde o uso explícito de 'map' até código genérico com 'go generate'.

18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Sábado, 21 de Julho de 2018

10 às 19 h

Universidade Anhembi Morumbi

Rua Casa do Ator, 275
Vila Olímpia | São Paulo - SP

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

Desenvolvedores, SysAdmins e entusiastas da linguagem


Investimento

presencial:R$ 265,00

Fazendo sua inscrição presencial, você terá acesso a esta trilha e no mesmo dia também:
TDC Expo: Venha conversar com pessoas e conhecer empresas incríveis.

Trilha Stadium: Você poderá assistir às palestras da trilha Stadium do mesmo dia.


Palestrantes desta trilha

Elton Minetto
Elton Minetto
Codenation
Henrique Holanda
Henrique Holanda
Software Engineer
Luciano Ramalho
Luciano Ramalho
ThoughtWorks
Natali Cabral
Natali Cabral
QALadies & Itau unibanco
Paulo Eduardo Lima Rezende
Paulo Eduardo Lima Rezende
Psyco / PHPSP / Easy

Patrocinadores

Diamond





Patrocinio TDC Online


Patrocinios e Apoios Trilha e Workshop


Realização

Companhia Aérea Oficial