TDC PORTO ALEGRE ONLINE
O encontro de comunidades e empresas no Brasil

Trilha MICROSERVICES

Vamos discutir casos de usos (aplicações de sucesso e falha utilizando a arquitetura Microservices) e tendências.
Microservices vem se consolidando e é atualmente um dos tópicos mais comentados quando se fala de conteinerização a métricas, APIs a serviços, escalabilidade a load balance, logs a observabilidade. Mas não é algo mais tão atual e nada melhor do que com as experiências aprendermos o que deu certo, o que é preciso melhorar e o que é veemente aconselhável não fazer. Vamos mergulhar nesse mundo aprendendo com experiências passadas e tendências que estão por vir.

Data

Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2020

09h às 19h (somente ao vivo)

Investimento

Tabela de Pacotes de Preços da Fase 1

Como se inscrever

Palestras

Hora Conteúdo
09:00 às 09:30 Abertura do evento e mini keynote

No palco da Stadium, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

09:30 às 10:20

The People Runway for Business Agility

Michael Stump

To achieve Business Agility, leadership's challenge, within the SAFe context, is to provide the right environment for the employees to prosper, grow and deliver customer value. At the heart of this challenge is, ?how??

In client engagements and trainings, there are always questions such as: Who is creating growth plans for individuals? Who is addressing HR / People related topics like Performance Acceleration? Who is working on the EVP (Employee Value Proposition)? Who is involved in workforce planning and talent scouting? Basically, who is focusing on the People Runway of the ART? Could Dave Ulrich's HR Business Partner be an answer?

In this session, designed with introverts and extroverts in mind, we will discuss potential solutions to these questions leaving you with valuable input for your own organization.

10:25 às 10:40 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

10:45 às 11:20

Microsserviço: por que deveria ser minha última opção?

Thaise Medeiros

Em um momento em que microsserviço se tornou bala de prata, vamos repensar em toda sua complexidade e avaliar outras opções antes de optar por uma migração. Baseado no livro A Arte da Escalabilidade, vamos entender como podemos aliar a escalabilidade, o sharding e a separação em serviços antes de adotar uma arquitetura de microsserviços.

11:25 às 11:40 Open Space

11:45 às 12:20

12 passos para tornar seus microserviços um sucesso

Rafael Benevides

Você se sente desafiado em uma infraestrutura automatizada, virtualizada e altamente escalável como a Cloud? Agora temos uma série de restrições e também de possibilidades que necessitam uma mudança na forma como arquitetamos as nossas aplicações. Felizmente já existe uma série de boas práticas fornecidas pelo pioneiros da Cloud. Algumas destas boas práticas foram consolidadas como "12 Factor Apps"(12factor.net). Agora a pergunta é: Como aplicar estas práticas em um mundo onde tudo roda em cima de containers? Mergulhe conosco na metodologia 12-factor e aprenda como cada um destes fatores podem ser aplicados utilizando tecnologias como Kubernetes independente da tecnologia que você adote.

12:25 às 13:25 Networking e Visitação Stands

Intervalo para fazer networking e conhecer os estandes do evento.

13:25 às 13:40 Abertura da tarde

No palco da Stadium, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

13:40 às 13:55 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

14:00 às 14:35

Construir microservices pensando em DDD foi tão simples como com o Nameko!

Flávio Pimenta

Pretendo mostrar os caminhos que segui na definição de uma arquitetura de referência em microservices que neste caso tinha como pré-requisito a linguagem python. Mas independente da linguagem, a ideia é passar pelos pontos a serem considerados na decisão final. Partindo do conceito de Domain Driven Design vou mostrar como o Nameko ajuda a focar o desenvolvimento orientado ao negócio!

14:40 às 15:15

Functional as a Service

Paulo Victor Gomes

Linguagem funcional não é algo novo, e cada vez mais se mostra ser algo escalavel e simples, somando isso com serverless conseguimos formas poderosas de entregar grandes soluções, essa talk irá mostra como integrar Clojure na AWS Lambda utilizando a JVM

15:20 às 15:40 Networking e Visitação Stands

Intervalo para fazer networking e conhecer os estandes do evento.

15:45 às 16:20

No meu SERVICE ninguém MESH: uma visão descomplicada sobre segurança com Istio.

Claudio Eduardo de Oliveira / Tiago Angelo
Atualmente a arquitetura de microservices é bastante utilizada em ambiente corporativo. Com aumento de interações e divisão em pequenas unidades de software, incluir segurança começa a ficar um pouco mais complexo que o usual. Problemas como falta de padronização e má implementação podem causar diversos problemas como vazamento de dados, dificuldade de identificar quem fez o que. Vamos demonstrar como o Istio implementa o conceito de zero trusted network e se utiliza de características de Cloud-native Applications. Utilizando de ferramentas do portfólio da CNCF vamos aplicar segurança para usuários finais usando JWT até criptografia na comunicação do serviço.
16:25 às 17:00

Microsserviços mais resilientes com Circuit Breakers

Vinicius Falcão

Quando trabalhamos com Microsserviços, um dos aspectos que devemos considerar é a possibilidade de falha durante a comunicação entre serviços. Nessa talk vamos falar um pouco sobre resiliência de serviços e como podemos aplicar o padrão Circuit Breaker, utilizando o Resilience4J para tornar nossos serviços mais tolerantes a esses tipos de falhas.

17:05 às 18:00

Futuro das arquiteturas distribuídas (Microservices, Serverless, Event Driven, Monolítico Modular) e quando voltaremos ao bom e velho CRUD num monolito?

Elder Moraes / Roberta Lopes Arcoverde / Claudio Eduardo de Oliveira / Otávio Santana
Painel Digital desta Trilha
18:05 às 18:25 Networking e Visitação Stands

Intervalo para fazer networking e conhecer os estandes do evento.

18:25 às 18:50 Encerramento

Após a apresentação de resultados do dia, no palco da Stadium, muitos sorteios fecharão o dia.


Grade sujeita a alterações

Coordenação da Trilha MICROSERVICES


Patrocinadores


Gold


Silver



Realização