TDC RECIFE ONLINE
O encontro de comunidades e empresas no Brasil

Lounge DIVERSIDADE E ACESSIBILIDADE

Um espaço inclusivo e que promove a diversidade e acessibilidade
Compartilhando experiências para fomentar a vivência de real diversidade no ecossistema de tecnologia, além de promover mudança de atitude na forma como encaramos as deficiências em busca da expansão das boas práticas em acessibilidade.

Data

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2020
a Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020

09h às 18h (somente ao vivo)

Investimento

Como funciona o Basic Pass INSCREVA-SE

Palestras

Hora Conteúdo de Quarta
10:25 às 10:40 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

10:45 às 11:20

Ei, eventos de TI, #genderInclusive deve incluir pessoas trans!

Rafa Prado

Muito vem se falando de inclusão de gênero e participação de pessoas LGBTQIA+ na área de tecnologia, mas pessoas trans e pessoas não-conformistas de gênero ainda continuam marginalizadas e suas vivências pouco ouvidas. Falta de interesse por parte de organizadores, microagressões e propagação de uma imagem padronizada do que é uma pessoa de TI acabam gerando um sentimento de não pertencimento a essas pessoas que fogem da cisnorma. Com essa apresentação busco trazer vivências de pessoas trans que contaram suas experiências em eventos anteriores e suas percepções sobre a área de TI e além disso trazer sugestões de como contribuir para que um evento seja trans-inclusivo.

Doe tempo - capacitação de Pessoas Com Deficiência

Edson Antonio De Lima

Um grupo de pessoas encabeçados e inspirados pela Dinacléia Galdino que é PcD visual e engajada em transformar a forma de pensar de quem enxerga, começaram a dar treinamento para pessoas com deficiência. Foram dados treinamentos de Management 3.0, Lean Inception e Scrum em 2019 e Kanban em 2020. Queremos compartilhar aprendizados e dicas além de fomentar que outros doem seu tempo para a capacitação de quem precisa.

11:25 às 12:00

Mulheres Na Tecnologia: desafios e aprendizados na perspectiva de uma jovem de 17 anos.

Maria Eduarda Oliveira

Duda estará conversando sobre os desafios e aprendizados, sendo ela mulher e atuante na área de tecnologia desde os 13 anos e sobre a importância da diversidade e representatividade em todas as áreas.

12:05 às 13:00

Open Space

14:00 às 14:15 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

14:55 às 15:30

Uma Jornada de Superação e Determinação na Tecnologia!

Gabriela Dias

Escolher a área de tecnologia nem sempre é o caminho mais fácil, independente do seu gênero ou limitações. Ao mesmo tempo que é uma área promissora e com alta demanda, ela também apresenta um certo temor. A ideia dessa palestra é contar um pouco sobre minha trajetória na tecnologia, independente de minha surdez severa e meu gênero, que me levou a ser Gerente Geral de Engenharia de Confiabilidade no PagSeguro e passar algumas dicas de mercado e como dar os primeiros passos nessa jornada.

15:35 às 16:10

Open Space

16:15 às 17:15

Transformando a utopia da diversidade na Tecnologia em realidade.

Painel Digital desta Trilha
Hora Conteúdo de Quinta
10:25 às 10:40 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

10:45 às 11:20

Negritude e Design: o que é importante ter em mente sobre questões raciais

Juliano Cezar Teles Vaz / Eduardo Lopes de Carvalho

Ao desenvolver aplicativos e soluções digitais para o público geral, é necessário considerar particularidades sociais e culturais de uma população. No Brasil, mais da metade das pessoas são negras (pretas e pardas). Nessa apresentação, vamos explorar questões relevantes que relacionam Negritude e Design: o que devemos ter em mente durante o planejamento e execução de projetos digitais para incluir verdadeiramente a maior parte da população brasileira, considerando esta como força motriz econômica, mas que historicamente ainda é pouco, ou mal representada, nas mais diversas aplicações, mídias e tecnologias.

11:25 às 12:00

Como treinar sua mente para Diversidade e Inclusão!

Rafael Pimenta

Você com certeza ouve direto sobre diversidade, inclusão e assuntos do tipo. Provavelmente já assistiu vídeos, palestras e até atua em alguma empresa que possua ações em prol de diversidade. Mas será que você já aplica? Será que você está agindo para apoiar um ambiente mais diverso? Será que você tem tido um mindset de inclusão?

Bom, não se preocupe, venha participar deste papo e aprender um pouco mais sobre como mudar seu mindset para ser uma pessoa aliada nas causas de diversidade.

Posso contar com você?

12:05 às 13:00

Open Space

14:00 às 14:15 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

14:15 às 14:50

5 dicas para iniciar seus testes de acessibilidade Mobile.

ISABEL MENDES

Sabemos o quanto a presença de uma PcD é importante na equipe de teste e desenvolvimento de um software. Porém, não é toda equipe que conta com esse profissional. Por tanto, quero demostrar, como é possível o QA começar a realizar bons testes demostrando a importância da acessibilidade digital para toda a equipe e empresa. Nessa palestra vamos explorar o que o testador deve saber sobre Acessibilidade digital para iniciar seus testes: quem é seu público, quais normas, padrões e leis da acessibilidade digital, quais as ferramentas para testar o design e quais ferramentas utilizar e como reportar os bugs para o time de desenvolvimento.

14:55 às 15:30

Além do WCAG: Acessibilidade para aplicativos móveis com um toque pernambucano

Marcelo Penha

Cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas, parte dos aplicativos móveis disponíveis ainda deixam a desejar no quesito acessibilidade, limitando, ou mesmo excluindo seu uso pelas pessoas com deficiência. Por outro lado, muitas são as iniciativas orientadas para que as soluções móveis sejam acessíveis, como os guidelines de acessibilidade, voltados a orientar o desenvolvimento de aplicativos móveis universais.

Diante desse quadro, essa palestra se propõe a mostrar um guia de acessibilidade móvel desenvolvido a partir dos esforços de uma equipe formada pela ponte Recife - Campinas.

15:35 às 16:10

Open Space

16:15 às 17:15

Como implantar acessibilidade e testar sem ter pessoas com deficiência na equipe?

Painel Digital desta Trilha
Hora Conteúdo de Sexta
10:25 às 10:40 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

10:45 às 11:20

Ilhas de acolhimento: Diversidade e inclusão no ambiente de trabalho!

Arthur Bugre

Por meio das minhas experiências como homem negro e trans, buscou sensibilizar líderes, gestores, colaboradores e membros de diretorias, sobre a vivência de diferentes minorias no Brasil e como é importante que o ambiente de trabalho seja um espaço diverso, inclusivo e seguro. Além disso, por meio de pesquisas, durante a palestra mostrar que a diversidade e inclusão são essenciais para os negócios. Um olhar e tratamento humanizado construí pontes!

11:25 às 12:00

Como fortalecer a representatividade trans e não-binária nos jogos digitais

Lívia Oliveira / Ravena Maria Amaral de Arruda

No universo de games existe uma escassez de narrativas que abordam a vivência de pessoas não-cisgêneras. Além disso, dentre as poucas narrativas que podem ser encontradas a sua maioria não carrega afetividade, estéticas fluidas de corpos e linguagem acessível para o público-alvo através do Gênero Neutro e Pajubá. Buscando transformar esse cenário desenvolvemos o projeto Odaras, que teve como principal objetivo fomentar a representatividade trans e não-binária nos jogos digitais em plataforma iOS. Nesta palestra vamos ressaltar a importância da construção de espaços de escuta ativa como prática para a transformação de problemas e dores sociais invisibilizadas.

12:05 às 13:00

Open Space

14:00 às 14:15 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

14:15 às 14:50

Principais barreiras de acessibilidade nos apps mais baixados do Brasil

Simone Freire

Novo estudo do Web para Todos em parceria com a Big Data Corp e o W3C avaliou mais de 2 mil aplicativos com mais de 10 milhões de downloads no País. Nesta palestra, detalharemos os resultados da análise, pontuaremos as barreiras que dificultam principalmente o uso desses apps pelas pessoas com deficiência visual e quais são as melhores práticas para torná-los mais inclusivos.

14:55 às 15:30

O aplicativo Hand Talk: nova tradutora negra chamada Maya

Joaquim Amado da Silva Júnior

Proporcionar diversidade e inclusão, melhorando a qualidade de vida e diversidade social com a ampliação da comunicação . Maya tradutor virtual colaborando com comunicação entre ouvintes e surdos utilizando o aplicativo Hand Talk.

15:35 às 16:10

Open Space

16:15 às 17:15

Como influenciar a Diversidade e acessibilidade na TI?

Painel Digital desta Trilha

Grade sujeita a alterações

Coordenação da Lounge DIVERSIDADE E ACESSIBILIDADE