TDC RECIFE ONLINE
O encontro de comunidades e empresas no Brasil

Trilha MICROSERVICES

Saiba tomar decisões de arquitetura distribuída que funcionam para você e para o seu time

Ao longo dos anos a arquitetura de microsserviços vem sendo amplamente adotada, por prover inúmeras vantagens como: heterogeneidade tecnológica, escalabilidade, desacoplamento, etc.

Nesse sentido, a arquitetura de microsserviços é muito utilizada para escalar negócios. Mas na prática, como tudo em tecnologia, temos algumas dificuldades ao implementar esse estilo de arquitetura.

Quer saber mais sobre as vantagens, desvantagens e onde aplicar a Arquitetura de Microsserviços?

Junte-se a nós nessa trilha, com as maiores referências do mercado, para aprender sobre sua aplicabilidade, como utilizar; quando não utilizar; como aproveitar ao máximo suas vantagens e mitigar suas desvantagens.

Data

Quinta-feira, 29 de Outubro de 2020

09h às 19h (somente ao vivo)

Investimento

Tabela de Pacotes de Preços da Fase 1 INSCREVA-SE

Como se inscrever

Palestras

Hora Conteúdo
09:00 às 09:30 Abertura do evento e mini keynote

No palco da Stadium, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

09:30 às 10:20 Keynote da manhã

Os keynotes serão apresentados no palco da Stadium.

10:25 às 10:40 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

10:45 às 11:20

Como saber se você criou um Monólito Distribuído

Edson Yanaga

Quando venderam Microsserviços para o seu time disseram que a sua produtividade iria aumentar, o software iria escalar, e que tudo na sua vida iria ficar mais fácil. Alguns meses ou anos depois, talvez não tenham sido esses os resultados que sua equipe alcançou. Será que na verdade você não criou um monólito distribuído?

Ficou na dúvida? Então não perca essa palestra onde nós mostraremos os principais sintomas de uma doença chamada microsservicite, e quem sabe possamos inclusive sugerir alguns remédios para os seus problemas.

11:25 às 12:00

Como o iFood usou CQRS para escalar a contabilização de 30 milhões de pedidos por mês

Danilo Pereira De Luca

Nesta palestra pretendo falar uma das estratégias que tivemos para diminuir problemas na informação de pagamento das vendas de mais de 30 milhões de pedidos/mês divididos em mais de 160mil restaurantes, chegando a ser um dos principais tópicos de contact rate do Ifood. Uma das estratégias foi alterarmos quase todo modelo de dados em mais de 15 micro serviços distintos e como mitigar problemas na concorrência entre uma camada voltada para processamento de mais de 30 milhões de eventos em curtas janelas de tempo e outra camada de consulta de informações financeiras

12:05 às 13:00

Futuro das arquiteturas distribuídas (Microservices, Serverless, Event Driven, Monolítico Modular) e quando voltaremos ao bom e velho CRUD num monolito?

Painel Digital desta Trilha
13:00 às 14:00 Intervalo para almoço

Intervalo para o almoço e recarregar energias.

14:00 às 14:15 Abertura da trilha pela coordenação

Aqui os coordenadores se apresentam e fazem uma introdução para a trilha.

14:15 às 14:50

Gerenciando seus segredos no deployments de seus microservices

Claudio Eduardo de Oliveira

Distribuir configurações para seus microservices é uma tarefa bastante difícil, agora imagine quando estas configurações envolvem senhas e dados sensíveis.

Nessa talk vou abordar o conceito de Vault que vem com o objetivo de centralizar suas informações sensíveis, como por exemplo, senha de banco de dados e credenciais em um lugar único e centralizado!

Está curioso sobre as motivações? Venha comigo nessa talk para entender os principais motivos de centralizar esse tipo de informação e como podemos usufruir de uma biblioteca ou do Kubernetes com o padrão sidecar para injetar essas informações de forma segura e agnóstica a tecnologia.

14:55 às 15:30

Exponha seus microsserviços no Kubernetes para o mundo externo com segurança com Mutual TLS no Istio.

Cléber da Silveira / Vinicius Soares

O Istio oferece muitos recursos que ajudam a conectar, proteger, controlar e observar seus microsserviços. Os gateways do Istio são um recurso poderoso que permite definir pontos de entrada em sua malha de serviço para o mundo externo porém isso deve ser feito com segurança e com a garantia que o nosso canal de comunicação seja seguro. Com gateways seguros podemos hospedar microsserviços em HTTPS e permite que efetuamos autenticação em cima TLS simples e mútuo e tornando nosso cluster mais seguro e com isso não precisamos mais gerenciar certificados fora do cluster do Kubernetes. Nessa demo vou demonstrar como expor microsserviços para o mundo externo por HTTPS usando gateways seguros.

15:35 às 16:10

Como criar projetos de teste modulares para Microservices

Elias Nogueira

O mundo agora está repleto de microsserviços distribuídos, gerando diversos tipos de aplicações. Aprendemos que testar a camada API com diferentes abordagens traz vários benefícios, mas também uma complexidade que pode ser medida em duplicação de código, alta manutenção e testes sujeitos a erros.

Para resolver este problema, em termos de como testá-lo, podemos aplicar a mesma lógica aplicada no desenvolvimento de microsserviços: isolá-los.

16:15 às 16:35 Open Space

16:40 às 17:15 A definir
17:25 às 18:15 Keynote da tarde

Os keynotes serão apresentados no palco da Stadium.

18:20 às 18:40 Encerramento

Após a apresentação de resultados do dia, no palco da Stadium, muitos sorteios fecharão o dia.


Grade sujeita a alterações

Coordenação da Trilha MICROSERVICES


Patrocinadores

Diamond


Gold


Silver


Apoio


Realização