TDC 2019
Porto Alegre
O encontro de comunidades e empresas no Brasil

Trilha DevOps II Maximizando a integração entre equipes para entregar valor

DevOps é um dos tópicos mais discutidos do momento. DevOps engloba um conjunto de práticas, ferramentas e interações entre pessoas para aumentar a colaboração, comunicação e integração entre Desenvolvimento (Devs) e Operações de TI (Ops) para entregar software de modo mais eficiente, freqüente e confiável.

Venha conhecer nesta trilha diversas ferramentas, casos de sucesso e dicas práticas de como DevOps pode lhe ajudar e ser aplicado na sua carreira e empresa.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 Um Jarvis no Gitlab do Sicredi. Como boas práticas e padrões vêm sendo controlados, sem tirar a autonomia das pessoas.
Daniel Jacobsen

Nesta palestra serão demonstrados os motivadores de Gestão de Configuração, para a criação de controles sobre o uso do Gitlab no Sicredi. Além disso, será apresentado como este controle vem sendo realizado e automatizado com o uso de Shell Scripts, Gitlab API, Influxdb e Grafana.

11:10 às 12:00 A experiência de decompor monolitos com API Management, Kubernetes e Istio Service Mesh
Robisson Oliveira

Micro serviços é a palavra do momento, mas implementar não é fácil, manter e seguir evoluindo é mais difícil ainda. Nessa palestra quero compartilhar a experiência de entrar na jornada dos micro serviços começando a decompor uma aplicação monolítica de 10 anos. As ferramentas bases para essa transição foram Kubernetes, Istio e um API management.

12:00 às 13:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
13:10 às 14:00 Como fazemos deploys no Nubank
Allan David / Erick Mattos

Hoje no Nubank temos mais de 300 microsserviços em produção e realizamos mais de 50 deploys por dia ??Essas mudanças no nosso backend acontecem de maneira contínua e são feitas por mais de 300 engenheirxs de modo transparente para nossos clientes.

Queremos contar como entregamos valor de maneira incremental tão frequentemente, evitando que bugs cheguem ao ambiente de produção. Também iremos falar sobre como lidamos e recuperamos quando problemas acabam surgindo em produção.

CD Mobile no Nubank: do commit até loja
Miguel Lemos / Newton Rhomel Beck Angelini

Como o app do Nubank é shipado? Falaremos sobre como funcionam os repositorios, build, deploy e release dos apps. Quais dificuldades enfrentamos com o crescimento da equipe e da variedade tecnologias utilizadas em cada plataforma, e das soluções que implementamos que permite qualquer mudança chegar na loja de forma confiável, sem comprometer a qualidade dos apps.

14:10 às 15:00 Como chaos engineering garante a resiliência dos seus serviços
Elder Moraes

Uma coisa é fato: uma hora, algo dá errado. Seus serviços estão preparados para este momento? Não se trata apenas de prever falhas de todo o tipo, mas como lidar com o imprevisto. Pergunte a si mesmo: meus serviços são de fato resilientes? Nesta sessão aprenderemos sobre como a engenharia de caos fornece as abordagens para deixar o seu sistema pronto para o que der e vier! Junte-se a nós para discutir sobre como o caos pode trazer ordem aos seus serviços.

15:00 às 15:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de coffee-break, serão entregues kits contendo suco e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

15:40 às 16:30 A Magica dos Actions - Colocando sua aplicação em Produção com o Github
Julio Arruda

Já pensou em como automatizar a implantação de suas aplicações .Net utilizando o Github? Que tal fazer isso utilizando o proprio Github, sem ferramentas de terceiros? Vamos conhecer o Github Actions, e colocar nossa aplicação em Produção "Automagicamente"

16:40 às 17:30 Uma Jornada DEVSECOPS Desafios e Recompensas
Alessandra Monteiro Martins

Um dos grandes problemas sobre adoção de ciclo de vida de desenvolvimento de aplicações é o tempo e o custo, manter isso sobre controle é um grande desafio, soma-se a isso a necessidade de Segurança da Informação, Compliance com novas leis dentro e fora do Brasil, Governança de Dados, são tantas buzzy words e processos, que fica aquela questão, é possível praticar/fazer/acontecer DevSecOps e ainda alinhando as pessoas e expectativas de negócios envolvidas? Anda Pensando em implantar uma Cultura Devops e processos mais seguros, com uso de ferramentas mais especificas para incluir a segurança, mas, como evitar as armadilhas durante a jornada dos usuários na saga DevSecOps ?

Além do IaC - Infraestrutura imutável com Stateful applications (databases)
Everton Martins / Luiz Gustavo Tonello

Quando começamos a trabalhar com Infra as Code, logo nos deparamos com dois tipos de abordagem: evoluir nossa infraestrutura para o estado desejável [Configuration Management]; ou recriá-lo, construindo o estado desejado [Immutable Servers]. Nesta palestra será apresentado as duas abordagens de IaC, uma comparação entre elas, seus benefícios e peculiaridades. Destruir ambiente de produção e recriá-lo do zero parece loucura? Imagina com banco de dados? Claro, um dos principais desafios no uso de imutável são os ambientes statefull, como por exemplo bancos de dados. Será apresentado um case de sucesso de IaC imutável com MongoDB utilizado no Agibank.

17:40 às 18:30 SRE: Decisões de software com métricas de performance e resiliência
Guilherme Vierno

Nesta talk irei explorar os conceitos de métricas para tomada de decisão baseada em performance e resiliência de aplicações, uma visão data-driven sobre disponibilidade de ambientes de produção. A estratégia que irei mostrar é baseada nos ensinamentos da implementação de DevOps do Google (Site Reliability Engineering). Usarei exemplos reais da implementação de tais métricas na globo.com, focando nos nossos resultados e aprendizados.

18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia, muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Quarta-feira, 27 de Novembro de 2019

10 às 19h

UniRitter

Rua Orfanotrófio, 555
Alto Teresópolis | Porto Alegre - RS

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

Desenvolvedores, Sysadmins, Gestores, Arquitetos de solução, Analistas de Infraestrutura, Analista de Suporte e outras áreas afins


Investimento

presencial:R$ 290,00

Fazendo sua inscrição presencial, você terá acesso a esta trilha e no mesmo dia também:
TDC Expo: Venha conversar com pessoas e conhecer empresas incríveis.
Trilha Carreiras: Você poderá assistir às palestras da trilha Carreiras do mesmo dia.
Trilha Stadium: Você poderá assistir às palestras da trilha Stadium do mesmo dia.


Palestrantes da Trilha DevOps II

Robisson Oliveira
Robisson Oliveira
Incoders Tecnologia

Patrocinadores

Diamond





Patrocinios e Apoios Trilha e Workshop


Atendimento Corporativo


Realização

Instituição Parceira