TDC 2019
Porto Alegre
O encontro de comunidades e empresas no Brasil

Trilha Testes Qualidade como fundamento de software

Testar vai além de validar uma funcionalidade ou garantir um requisito foi desenvolvido de acordo com o especificado!

Testar é olhar para o todo, é envolvimento, é aprimorar e agregar no nosso ciclo de desenvolvimento de software.

Queremos trazer palestras inspiradoras, abordando tanto hard quanto soft skills, as quais vocês possam tirar insigths para aplicar em seu dia a dia, abrangendo diferentes temas que cercam e nos dão suporte a fazer melhores entregas. Ferramentas, conhecimentos e experiências para QA, PO, DEV e quem mais quiser saber mais sobre qualidade de software.

Vamos trocar experiências, interagir, e mergulhar com a gente nessa jornada em busca de aprimoramos a qualidade do software que desenvolvemos.

Você topa?


Contaremos com intérpretes de libras na trilha Testes, tanto presencial como online, ampliando a acessibilidade do conteúdo do TDC.

Palestras

Importante: A grade de palestras está sujeita a alterações sem prévio aviso.
Conteúdo
08:00 às 09:00 Credenciamento e recepção dos participantes

Todas as pessoas inscritas, palestrantes, coordenadores e de imprensa, devem retirar seus crachás e kit do congressista nos balcões de credenciamento localizados na entrada do evento, para obterem acesso às salas e Auditório Principal.

09:00 às 10:00 Abertura do evento no Auditório Principal

Após o credenciamento, convidamos os participantes a comparecerem ao auditório para receberem as boas vindas por parte dos realizadores e patrocinadores.

Neste keynote de abertura, todos serão orientados sobre o funcionamento do evento, destaques e outras novidades.

10:10 às 11:00 Por que eu odeio meus testes?
Ivo Roberto Batistela

Já teve algum momento que você quis desistir de escrever/alterar um teste?

Você passa vários minutos para conseguir entender e escrevê-lo?

Você escreve seus testes basicamente copiando e colando códigos de setup?

Se você respondeu sim para alguma dessas perguntas, temos muito para conversar?

Nossos testes devem ser simples de escrever e ler, além de prover feedback rápido e claro de o que não está certo, caso contrário, a criação de testes gera um arrasto negativo no andamento do desenvolvimento. Nessa talk vamos discutir os principais motivos que nos levam a odiar nossos testes e analisar as possíveis causas e soluções.

Construa testes efetivos através do princípio F.I.R.S.T
Elder Moraes

?Escrever testes? Pra quê?! Coloca em produção que a gente entra lá e testa na mão mesmo!? Certamente você já ouviu isso, e provavelmente mais de uma vez. A verdade é que, se talvez seja caro escrever testes, pode ser ainda mais caro não fazê-lo. Pior do que isso, só quando se escreve testes ruins. Nesta sessão falaremos sobre a abordagem F.I.R.S.T para construção de testes. Com ela você vai escrever testes que realmente fazem sentido, e elevar os resultados do seu projeto a outro nível. Junte-se a esse bate papo e crie os melhores testes da sua vida ainda hoje.

11:10 às 12:00 Benchmark entre ferramentas para End-to-End Testing no Node.js
Julio Alexander Sieg / Gabriel Baierle

End-to-End Testing (E2E) é uma metodologia de testes que permite testar o fluxo de uma aplicação do início ao fim. Nessa palestra, vamos mostrar algumas ferramentas que permitem essa metodologia de testes, com exemplos, utilizando Node.js. Ainda, vamos fazer um comparativo entre as ferramentas, mostrando o que cada uma tem de melhor e qual foi o desempenho delas nos testes realizados.

Automatizando o teste de Aplicações Web com Selenium WebDriver e Azure DevOps
Renato Groffe / Milton Camara Gomes

O Selenium WebDriver já tem seu uso consagrado no teste de aplicações Web, apresentando compatibilidade com as principais plataformas de desenvolvimento e contando com funcionalidades que simulam com perfeição o comportamento de usuários convencionais em Web sites. E que tal irmos além, automatizando a execução desses testes e atrelando o processo deployment a estas validações?

O Azure DevOps é uma excelente resposta neste sentido, permitindo a criação e customização de um pipeline de deployment e que envolva a execução de testes baseados no Selenium. Acompanhe esta palestra para saber mais a respeito!

12:10 às 13:00 Coletando métricas de teste de serviço
Diego Garcia / Nylce Cristiane de Jesus Duval Garcia

Métricas de Software são discutidas há muito tempo quando falamos em engenharia de software. É uma etapa crucial para o gerenciamento e crescimento de uma aplicação.

Porém, quando falamos em testes, a utilização de métricas não é verificada na maioria dos projetos.

Nossa proposta é apresentar um case usando Elasticsearch para coletar métricas de teste de serviço.

Nossa proposta é mostrar testes de serviço rodando no Jenkins e indexando os resultados do teste no Elasticsearch. Com os resultados indexados, vamos mostrar como é simples criar gráficos, dashboards e gerenciar métricas dos testes.

Minha arquitetura é orientada a eventos. E agora, como testar?
Flávio Pimenta

Em um cenário onde a arquitetura é orientada a eventos, a pirâmide de testes muda um pouco. Vou compartilhar minhas experiências arquitetando e auxiliando as equipes a pensar na codificação e nos testes que fariam sentido em cada cenário.

13:10 às 14:00 Intervalo para Almoço
Uma excelente oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem e trocarem ideias, colaboradores, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.
14:10 às 15:00 Por que o Nubank deixou de fazer testes end-to-end
Eduardo de Oliveira Ferreira / Rui Fernando Hayashi

Baseado em uma arquitetura de microserviços, o Nubank aprendeu na prática os problemas dos testes end-to-end: flakiness, debugging complexo, deploys demorados, entre outros. Nessa talk iremos mostrar como substituímos nossa stack de testes end-to-end por uma solução baseada em testes de contrato. Falaremos sobre a história, os desafios, como reduzimos o tempo das nossas pipelines e aumentamos o número de deploys dos times no Nubank.

15:10 às 16:00 Teste de Segurança com OWASP ZAP em plataforma Low Code
Luis Eduardo Pinheiro

A palestra tem como objetivo explicar como a ferramenta ZAP Attack Proxy (ZAP) da OWASP pode ajudá-lo a encontrar automaticamente vulnerabilidades de segurança em seus aplicativos da web enquanto estiver desenvolvendo e testando seus aplicativos.

Report Portal: Centralização de logs para automação e um pouco de ML
Ramses Almeida / Thiago Carreira Alves Nascimento

Ao usar automação de testes, possuir uma plataforma de log centralizado é um requisito essencial para monitoramento. Esse é o caso quando se tem um número crescente de projetos de automação de testes, e assim a necessidade de registro centralizado monitoramento. Tal é o papel da plataforma que apresentaremos: ReportPortal. O ReportPortal utiliza Elasticsearch, banco de dados, UI e Microserviços para gerenciar relatórios de automação de testes, com Machine Learning para análise e integração com Bug Trackers (Jira & Rally). Apresentaremos uma descrição de suas principais características, como usá-la para log, e os benefícios que o uso de Machine Learning pode trazer para a análise de teste.

16:00 às 16:30 Coffee-break e Networking

Durante o intervalo de coffee-break, serão entregues kits contendo suco e biscoitos. Um delicioso intervalo para relaxar, conhecer novas pessoas e estreitar contatos.

Neste tempo, também surge a oportunidade de todas as pessoas no evento interagirem entre sí, participantes das trilhas, empresas patrocinadoras e apoiadoras, palestrantes e coordenadores.

16:40 às 17:30 Atingimos 100% de cobertura de testes! Será mesmo?
José Ernesto da Silva Barbosa / Samuel Lucas

As ferramentas de análise de cobertura de código nos dizem quantas linhas de código foram avaliadas pelos nossos testes, mas será que estamos criando os testes de maneira correta e realmente garantindo todos os fluxos possíveis do nosso sistema?

Junte-se a este bate papo e saiba como descobrimos que o percentual de cobertura dos nossos testes não era real.

Construindo uma abordagem de testes mobile a favor de defeitos
Rafael Cintra

Descubra como criar uma abordagem de testes mobile eficiente. Dispositivos reais, emuladores ou a nuvem? Dispositivos?Automatizar tudo? Estruturar ou explorar? E se planeje para testar o impresivel: performance, interrupções, user flows e combine os mundos web-mobile em uma abordagem só. Nesta palestra descubra se deve usar dispositivos reais, emuladores ou na nuvem, como usar testes automatizados vs testes manuais de forma adequada. Se você deve investir em casos de testes estruturados ou simplesmente fazer uma rota exploratória. O que considerar para performance, user interface e qualidade de conexão. E finalmente, como estruturar um teste combinado, quebrando fronteiras web e mobile.

17:40 às 18:30 Modelo do queijo suíço: engajando todo o time na estratégia de qualidade
Carolina Tozzi / Juba Trajano

Qualidade no desenvolvimento de software é pré-requisito para um projeto ser bem sucedido. Uma das dificuldades nisso pode ser o engajamento e entendimento do time em relação ao que é qualidade, especialmente quando pensamos que todas as pessoas precisam estar alinhadas nesse entendimento. Uma das formas de alcançar este alinhamento é utilizando modelos estratégicos. O modelo do queijo suíço, utilizado na prevenção de acidentes aéreos, pode ser estendido para a prevenção de erros no desenvolvimento de software. Utilizamos o modelo em um projeto onde foi possível engajar todas as pessoas na elaboração e manutenção da estratégia de qualidade.

Test Automation Running Smoothly, Codename Taurus
Flavio da Silveira Pepino

Apresentarei o framework open source Taurus. Ele possibilita criar e rodar testes para diversas ferramentas de testes de performance e até Selenium utilizando uma linguagem extremamente simples e direta.

Vamos falar um pouco mais sobre testes? #QALean
Ariane Izac / Fabrice Nunes / Joyce Bastos

A ideia é reservarmos um espaço para trocarmos mais experiências sobre assuntos que os participantes da trilha Testes querem discutir/aprofundar mais.

Pode ser um tema que foi apresentado em palestras anteriores ou assuntos que são de seu interesse, que está buscando ideias para aprimorar.

Vamos expor ideias, trocar conhecimento, aproveitar esse momento!

18:40 às 19:00 Encerramento e Sorteios

No horário de encerramento, todas as trilhas serão direcionadas de suas salas para o Auditório Principal, mesmo local da abertura.

Após a apresentação de resultados do dia, muitos sorteios fecharão o dia.

Data e Local

Quarta-feira, 27 de Novembro de 2019

10 às 19h

UniRitter

Rua Orfanotrófio, 555
Alto Teresópolis | Porto Alegre - RS

Informações sobre Data e Local


Público Alvo

QA, PO, DEV e quem mais se interessar pela qualidade de software.


Investimento

presencial:R$ 290,00

Fazendo sua inscrição presencial, você terá acesso a esta trilha e no mesmo dia também:
TDC Expo: Venha conversar com pessoas e conhecer empresas incríveis.
Trilha Carreiras: Você poderá assistir às palestras da trilha Carreiras do mesmo dia.
Trilha Stadium: Você poderá assistir às palestras da trilha Stadium do mesmo dia.


Palestrantes da Trilha Testes

Ariane Izac
Ariane Izac
MATERA Systems
Carolina Tozzi
Carolina Tozzi
ThoughtWorks
Diego Garcia
Diego Garcia
ThoughtWorks
Ivo Roberto Batistela
Ivo Roberto Batistela
DB1 Global Software
Juba Trajano
Juba Trajano
Thoughtworks
Milton Camara Gomes
Milton Camara Gomes
SGRentals - Aluguel de Carros
Nylce Cristiane de Jesus Duval Garcia
Nylce Cristiane de Jesus Duval Garcia
NT Consult Tecnologia e Consultoria
Rafael Cintra
Rafael Cintra
Inmetrics
Ramses Almeida
Ramses Almeida
PayCertify
Renato Groffe
Renato Groffe
Canal .NET
Samuel Lucas
Samuel Lucas
CWI Software

Patrocinadores

Diamond





Patrocinios e Apoios Trilha e Workshop


Atendimento Corporativo


Realização

Instituição Parceira